I wrote your name in the sky, but the wind blew it away... I wrote your name in the sand, but the waves washed it away... I wrote your name in my heart, and forever it will stay.
Sábado, 26 de Agosto de 2006
Miss U


sinto-me: snif...

publicado por katrina19793 às 12:12
link do post | Respondes? | As tuas respostas (5) | favorito

Sábado, 19 de Agosto de 2006
Amor é...

 

...fogo que arde e que podemos ver num  olhar brilhante ou num sorriso radiante...

...é a ferida que doí e se sente, mas que queremos sentir eternamente...

...é contentamento quando presente e descontentamento na ausência...

...é a dor que desatina, mas que nos faz sentir vivos e deixa a vida mais vibrante...

...é um não querer, mas sempre pedir mais...

...é um solitário andar por entre a gente que não o sente...

.. é nunca contentar-se de contente...

...é cuidar , é estar pronto a estender a mão....

...é estar preso e ser essa a nossa vontade...

...é servir o vencedor do nosso coração...

... é ser leal até morrer...

...mas... como podemos deixar o nosso coração no amor se enlear, sem saber se é essa a única verdade?

 

 


sinto-me:

publicado por katrina19793 às 15:44
link do post | Respondes? | As tuas respostas (4) | favorito

Sexta-feira, 11 de Agosto de 2006
"Prova de amor"

     Qualquer relação sentimental humana (e até animal...) implica dar e receber. Damos carinho e recebemos carinho, damos amizade e esperamos recebe-la em troca, damos amor e queremo-lo em troca muito certamente. Qualquer que seja a complexidade dessa relação é indiferente. Seja uma relação de conhecimento superficial, uma amizade ou uma relação sentimental mais avançada "damos" e queremos "receber" de volta.

     A medida em que "damos" depende em grande parte da nossa personalidade, das nossas características pessoais e, na minha opinião, na nossa experiência passada. As vivência moldam-nos o ser e moldam também a nossa forma de nos "darmos" aos outros.  Mais ou menos intensamente, por mais que o neguemos e nos queiramos tornar beneméritos, estamos sempre à espera que o outro se "dê" se não mais pelo menos tanto como nós.

     Até que ponto nos contentamos com o "dar" do outro? Este post de hoje tem um princípio. Tudo começou quando uma amiga me disse que  o namorado lhe tinha dado a maior prova de amor possível. Não vou julgar nem comentar o caso, mas fiquei a pensar em quão relativas podem ser as "provas de amor". Também não vou dizer o que será para mim uma prova de amor... não sei. Suponho que a situação e a ocasião devem indicar se é ou não a tal "prova"... sinceramente não sei. Dei por mim apenas a pensar no contentamento, na satisfação... em como por vezes pequenos gestos que fazemos a quem amamos, ou simplesmente gostamos, podem fazer a diferença. Pensei também nos gestos que nos são feitos pelos outros e sorri... lembrei-me dum post de há umas semanas atrás..."Um bocadinho de ti" e entendi que, de facto, por vezes o gestos podem ser mesmo pequenos, mas o "olhos do coração"  os verem como a "maior prova de amor".


sinto-me: a precisar de férias!!!!

publicado por katrina19793 às 20:55
link do post | Respondes? | As tuas respostas (3) | favorito

Sábado, 5 de Agosto de 2006
Puro mel...


sinto-me: mel...

publicado por katrina19793 às 23:49
link do post | Respondes? | As tuas respostas (2) | favorito

mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29


Últimas cartas

Hoje, amanhã, depois e de...

As voltas que a vida dá.....

Voltei!!!

Feliz Natal!

Saudades do Natal

Meu sol...

Afogada

Fazer feliz

Stress? Quem? Eu?? Nã...

Everything

Cartas antigas

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds